COMO PERDER A BARRIGA?

Com o passar dos anos vamos ganhando a famosa barriguinha e inicia a lutacontra ela, algumas dicas podem ajudar a combatê-la.
1) DIETA EQUILIBRADA 
Evite mobilizar muita insulina: a insulina é um hormônio que quando está circulando avisa às células que elas devem produzir gordura. O papel da insulina é manter os níveis de açúcar do sangue equilibrados entre 80 e 100 mg/dl. Isso é fundamental para nosso metabolismo, pois o cérebro se alimenta de glicose, então não pode faltar este combustível, além disso, não pode sobrar glicose no sangue, pois ela tem um efeito abrasivo nas artérias causando lesões. Para que não tenha a mais nem a menos. existe a insulina com o papel de pedir glicose quando está faltando e mandar as células transformarem o excesso em gordura, para usar quando necessário.
– Então, posso fazer barriga e engordar por causa da insulina?
Simmmmm…
Ficando muito tempo sem comer:  mais de 4 horas sem comer nada pode avisar ao corpo que está havendo risco, o que ele faz? Libera insulina, que faz com que se sinta fome, enquanto tu estiveres distraído tudo bem, mas na hora em que for comer, a insulina vai mandar aproveitar para formar gordura em vez de músculo (no caso da atividade física), queimar gordura (no caso de quem está de dieta).
Beliscando muito: comendo a toda hora um alimento altamente energético também mobiliza muita insulina. Comer a cada hora faz com que o pâncreas (órgão que produz insulina) trabalhe feito um louco.
Comendo muito carboidrato simples: pão branco, biscoito, doces, balas, chicletes, barras de cereal, salgadinhos. Estes alimentos desprovidos de fibras são quebrados (digeridos) quase que completamente na boca, liberando glicose no intestino sem que haja barreira alguma para isso, deixando passar grande quantidade de açúcar e conseqüentemente INSULINA.
– Excesso de insulina dá barriga porque possuímos receptores para gordura na barriga e click here este estímulo continuado faz com que se acumule gordura neste ponto.
Procure equilibrar o indice glicemico da refeição, associando um alimento com mais carboidrato com alimentos de mais baixo impacto na glicemia como os que tem proteína, fibras e gorduras.  Exemplo disso é a tigela de frutas, comer apenas frutas picadas pode elevar o nivel da glicemia do sangue, mas se associarmos a estas frutas, sementes de abóbora, chia e coco ralado, isso vai reduzir o impacto e mobilizar menos insulina. Outro exemplo é a crepioca, a tapioca pura fornece carboidrato de médio indice glicemico, mas associado ao ovo e a uma salada pode ser uma otima opção de lanche ou jantar.

2) POSTURA

O outro fator desencadeante da barriga é a postura curvada e sentada o tempo todo, procure se movimentar, levante-se durante o dia, mexa-se e observe se os músculos das costas não estão contraídos e os da barriga relaxados.
3) CONSUMO DE LÍQUIDOS com a COMIDA
Ingerir muitos líquidos com a refeição, isso acontece por um efeito mecânico, pois além de ocupar mais espaço torna a digestão mais lenta e difícil.
4) FALTA DE ÔMEGA 3

– ômega 3 e ômega 6 tem a propriedade de modular os receptores localizados na linha da cintura. Portanto se faz necessário o consumo de alimentos que sejam fonte destes ácidos graxos como nozes, castanhas, semente de linhaça, semente de chia, semente de abóbora e girassol, azeite de oliva extravirgem
5) SEDENTARISMO
Não podemos esquecer da atividade física, que sem ela pouco do que falamos acima resolve totalmente o problema.

Se gostou, curta e compartilhe!! 😀